Comportamento Autolesivo: agressões ao próprio corpo são mais frequentes entre jovens e meninas

Com as recentes notícias acerca do suposto jogo Baleia Azul, houve relativo aumento da preocupação de pais e educadores em relação a comportamentos autolesivos, ou de automutilação, das crianças e adolescentes. Entretanto, esse tipo de comportamento, principalmente entre jovens, não é um fenômeno novo e há tempos tem sido objeto de pesquisas e intervenções em saúde mental.

Comportamento autolesivo, automutilação, autoagressão, suicidio, menina se corta, deprimida, adolescente, lâmina, no braço, destrutivo, baleia azul, se morder, arrancar cabelo

Por que as crianças estão impacientes, entediadas e facilmente frustradas?

Alunos adolescentes impacientes, entediados em sala de aula de aula na escola.


Texto original escrito por Victoria Prooday

Após 10 anos de experiência trabalhando com crianças, pais e professores, concordo totalmente com a ideia de que nossos filhos estão ficando cada vez piores em muitos aspectos. Ouço a mesma opinião de cada professor que conheço. Durante minha experiência, vi e continuo a ver claramente um declínio no funcionamento social, emocional e acadêmico das crianças, bem como um aumento acentuado em dificuldades de aprendizagem e outros diagnósticos.

As crianças de hoje chegam à escola emocionalmente indisponíveis para aprender, e há muitos fatores em nosso estilo de vida moderno que contribuem para isso. Como sabemos, o cérebro é maleável. Através do ambiente, podemos torná-lo "mais forte" ou "mais fraco". Acredito que, apesar de todas as nossas boas intenções, infelizmente, estamos modelando o cérebro de nossos filhos na direção errada. Aqui estão os porquês:

Com criatividade, professora usa maçãs podres para falar sobre bullying

A professora Rosie Dutton tinha um objetivo: ensinar às crianças que palavras são cruéis e podem causar um grande estrago. Como ela fez isso? Veja abaixo no relato que a professora publicou no facebook e viralizou por todo o mundo.



Tablets e celulares estão associados ao atraso no desenvolvimento da fala

Com o crescente número de dispositivos eletrônicos em nossas casas e o fácil acesso das crianças a esses aparelhos, muitas vezes elas começam a usá-los antes mesmo de começar a falar. Segundo pesquisa que foi apresentada esse ano, essas crianças podem ter risco aumentado para atraso no desenvolvimento fala.