Atividades para trabalhar Sentimentos e Emoções na Educação Infantil

Aprendizagem, educação, comportamento, emocional, emoções, socio-emocional, socioemocional, habilidades sociais, identificando emoções, professora, educação infantil, ensino básico, currículo, projeto emoções e sentimentos, atividade, Plano de aula para trabalhar sentimentos e emoções na educação infantil



Trabalhando sentimentos e emoções na Educação Infantil


A inclusão de atividades para o desenvolvimento de
 competências socioemocionais nos currículos da educação básica é uma demanda cada vez mais urgente, e educadores de todos os locais estão buscando atividades e projetos que possam ser incluídos no plano de aula da educação infantil.
O aprendizado de competências socioemocionais contribui para a construção de um ambiente social mais amigável, permitindo que as crianças desenvolvam e mantenham relacionamentos mais saudáveis umas com as outras e com os adultos.

Educador, sabia que você pode inspirar outros educadores?
Leve essa ideia para sua turma, registre com fotos ou vídeos e publique nas redes sociais com a hashtag #psicoedu.







Um dos pilares da aprendizagem socioemocional é o reconhecimento de emoções.

Reconhecimento de emoções: Aprendemos a reconhecer e relatar nossas próprias emoções para outras pessoas a fim de compartilhar experiências, de pedir ajuda ou de sinalizar consequências de ações externas (“fiquei feliz porque você...”, “estou muito triste com sua atitude”). Aprendemos a reconhecer emoções de outras pessoas (percepção social), porque as expressões das emoções sinalizam pra gente como as pessoas estão se sentindo, e criam oportunidades para que possamos reagir à situação. Quando um colega está triste, por exemplo, reagimos perguntando se ele precisa de ajuda.

Saber reconhecer as próprias emoções e, principalmente, saber reconhecer as emoções de outras pessoas é um passo importante na construção de habilidades sociais como empatia, amizade e respeito.


Veja como trabalhar sentimentos e emoções na educação infantil!




Educadores podem elaborar um plano de aula para trabalhar sentimentos e emoções na educação infantil através da incorporação de diversas atividades. Veja algumas maneiras de você ajudar as crianças a aprenderem a reconhecer emoções e desenvolver competências sociais: 


Identificando e nomeando emoções


1. Ofereça modelos através de ilustrações ou fotografias.
2. Brinque de simular emoções. Utilize um espelho.
3. Utilize livros ou vídeos para contar histórias.
4. Articule as emoções com os combinados em sala de aula.
5. Valide e encoraja a expressão de sentimentos.
6. Aproveite situações do dia a dia 

Como trabalhar emoções e sentimentos na Educação Infantil, Expressões emocionais para educação emocional na escola, educação infantil, projeto emoções e sentimentos, atividade, Plano de aula para trabalhar sentimentos e emoções na educação infantil


Uma criança aprende que tristeza se chama "tristeza" porque outras pessoas dizem "João está triste" ou "fiquei triste por causa de...". São os adultos que oferecem modelos e conceitos para as crianças aprenderem a reconhecer e nomear as emoções.


Verifique se as crianças sabem reconhecer algumas emoções básicas, como alegria, tristeza, raiva, medo, surpresa e nojo. Você pode usar ilustrações impressas ou fotografias e pedir para as crianças nomearem, e ensinar os nomes quando elas não souberem.

Não tenha receio em ensinar as crianças a identificarem e nomearem as emoções. Dê instruções explícitas, dê o modelo, dê os nomes. Pode parecer bobeira, mas muitas crianças não tem a oportunidade de aprender essas habilidades em casa.



Veja também: Como lidar com aluno hiperativo em sala de aula



Exemplos de atividades para trabalhar emoções:
Você também pode brincar de simular algumas emoções. A professora pode começar a brincadeira fingindo estar triste ou com raiva e pedindo pras crianças identificar a emoção. Em seguida é a vez delas. Um espelho pode ser bastante útil nessa atividade para elas olharem a própria expressão facial.



emoções e sentimentos na Educação Infantil: Menino, criança, usando espelho para educação e aprendizagem emocional na escola, educação infantil, projeto emoções e sentimentos, atividade, Plano de aula para trabalhar sentimentos e emoções na educação infantil



Você pode usar livros ou vídeos para contar histórias e propor que as crianças identifiquem os sentimentos dos personagens (“como ele está se sentindo?”), as situações que produziram os sentimentos (“por que ele está triste?”), as ações tomadas (“o que ele fez quando estava triste?”) e o valor moral dessas ações (“foi legal o que ele fez?”, “ele podia ter agido de outra forma?”).


Vídeos são úteis nessas atividades por serem mais atrativos. Prefira episódios de desenhos animados a filmes longos. Vocês podem ver todo o episódio e depois rever algumas cenas para dar apoio à atividade.


Regras e encorajamento


A maioria dos educadores estabelecem regras (ou combinados) junto de seus alunos em sala de aula. Muitas salas tem o quadro de regras colado na parede. Você pode relacionar os sentimentos com essas regras. Por exemplo, “não pode bater no colega” porque, se bater, o colega vai ficar “triste”; “organize os brinquedos” para a professora ficar “feliz”.

Valide a expressão de sentimentos e encoraja as crianças a se expressarem verbalmente, incentivando elas a nomear o sentimento e explicar a situação que o motivou. Por exemplo, quando uma criança estiver chorando pergunte "o que houve de errado?" ao invés de repreendê-la com um "pare de chorar!".


Ao minimizar, punir ou deixar de acolher a criança, você não está dando a oportunidade dela aprender a responder positivamente a uma emoção. Quando a professora reage de forma positiva, a criança aprende a também reagir de forma positiva à emoção dos colegas e dos adultos.



Por fim, lembre-se que a percepção de emoções é um passo para a construção de habilidades sociais, como empatia e amizade. Aproveite situações do dia a dia para relembrar e colocar em prática o aprendizado socioemocional. Você pode orientar uma criança a notar os sentimentos de um colega e sugerir possíveis soluções. Por exemplo: "Miguel está chorando. Ele parece estar triste porque ninguém quer brincar com ele. Eu acho que ele ficaria feliz se você pudesse convidar ele para uma brincadeira”.




Psicologia escolar, educacional, psicóloga, psicólogo escolar, http://www.psicoedu.com.br/2016/10/psicologo-escolar-educacional.html