“Minha mãe quer me levar no psicólogo!” — Como explicar para as crianças a visita ao psicólogo



Quando você cai de bicicleta e tem um braço quebrado ou quando está com febre ou gripado, vamos ao médico procurar ajuda para você se sentir melhor, certo? Bem, às vezes, nós, adultos ou crianças, temos problemas que não podem ser percebidos tão facilmente como um osso quebrado ou um nariz escorrendo. Quando as pessoas têm problemas com as emoções elas vão a um psicólogo, que é a pessoa que pode ajudar elas.

Os psicólogos são os profissionais que conhecem como as pessoas pensam, sentem e como elas agem ou seja, por que elas fazem o que fazem.

Eles ajudam as crianças a entenderem o que elas estão sentindo OS SENTIMENTOS! —, a cuidar dos problemas e a lidar com situações difíceis. O trabalho de um psicólogo é ajudar a criança a se sentir melhor. Ele procura entender QUAL É O PROBLEMA e então busca SOLUÇÕES para que tudo fique bem! E ele faz isso conversando e até brincando com as crianças.


Que tipo de ajuda o psicólogo pode dar?


Psicólogos podem ajudar as crianças de muitas maneiras diferentes de pequenos a grandes problemas. Tudo depende de que tipo de ajuda a criança precisa.

Muitas crianças precisam de ajuda para lidar com sentimentos fortes ou difíceis. Às vezes, a criança está muito triste e sem vontade de brincar, ou com tanta vergonha que não se sente à vontade para conversar com os professores ou colegas da turma. Outras vezes, estão preocupadas, estressadas ou com tanto medo que não conseguem se divertir com os amigos e nem aprender nada na escola.

O psicólogo pode então ajudar a criança a entender o que está acontecendo e ensinar maneiras positivas de agir ou reagir e assim elas podem aproveitar melhor as atividades do dia a dia, em casa, na escola ou no bairro com os amigos.

A criança pode também estar com tanta raiva que não consegue se controlar e então ela acaba fazendo alguma besteira em casa ou na escola, brigando com um colega ou quebrando alguma coisa. Para as crianças que precisam, os psicólogos podem ensinar a se comportar melhor, um jeito mais legal de agir com outras pessoas: como colegas de classe, irmãos ou pais.

O psicólogo também ajuda a criança quando alguma coisa chata aconteceu ou está acontecendo em casa quando os pais estão brigando ou se separando, quando alguém de quem ela gosta muito não está mais perto dela ou quando a criança está muito doente com um problema de saúde muito grave.

O psicólogo também ajuda a criança quando alguma coisa horrível aconteceu: um desastre ou violência. Desastre é quando acontece um acidente muito grande, uma tempestade muito forte que arranca árvores e destrói casas por exemplo. Violência é quando uma pessoa faz uma maldade muito grande com outra pessoa. Quando acontece alguma dessas coisas, a criança pode se sentir muito mal e não saber o que fazer ou como lidar com o que está sentindo. Quando um psicólogo escuta e entende o que ela está passando, pode ajudá-la a lidar e a se sentir mais confiante para seguir em frente.

Para as crianças com dificuldade na escola, os psicólogos podem ajudar a melhorar a aprendizagem, a prestar mais atenção nas tarefas da classe ou dever de casa e melhorar as notas. Eles também podem ajudar as crianças a seguir um plano de alimentação saudável, de atividade física ou de sono.



Psicologia infantil, pais, filha, criança, menina, psicóloga, terapeuta, clínica, entrevista inicial, anamnese 

O que acontece na “salinha do psicólogo”?


Durante o encontro com o psicólogo, você não será examinado em uma mesa como se estivesse em uma visita ao médico. Não há agulhas ou injeções. Você se sentará em uma cadeira confortável, almofada ou mesmo no chão e conversará! O psicólogo será amigável e tentará fazer você se sentir à vontade.

Na primeira visita, seus pais (ou outro responsável) podem entrar sozinhos ou com você e fazer parte da conversa. Os pais podem ajudar a explicar o que está acontecendo e com o que você precisa de ajuda. Em seguida ou em visitas futuras, seus pais podem esperar por você na sala de espera enquanto você conversa com o psicólogo sozinho.

O psicólogo pode fazer perguntas, pedir para você responder algum questionário, como numa prova, resolver alguma tarefa, como num jogo, ou fazer desenhos. Essas coisas ajudam o psicólogo a saber mais sobre como você se sente, pensa, o que você faz e como você aprende.

Enquanto você fala sobre seus problemas, você pode brincar com brinquedos ou jogos. Os psicólogos sabem que jogar pode ajudar as crianças a se sentir mais à vontade para que elas possam conversar com mais facilidade. Além disso, jogos também facilitam novos aprendizados.

O psicólogo também quer ouvir sobre as coisas boas da sua vida, como o que você é bom e o que você gosta. Parte do trabalho de um psicólogo é ajudar as crianças a notar seus pontos fortes e sentirem-se orgulhosas do que eles já estão fazendo bem.

Durante os encontros, ou consultas, o psicólogo pode ensinar lições sobre sentimentos ou como ajudar a se acalmar e relaxar. Um psicólogo também pode ajudá-lo a aprender a se dar melhor com as pessoas.


Criança, menina, filha, psicóloga, desenho, psicologia infantil, sessão, clínica, avaliação psicológica, interpretação


O psicólogo pode ajudá-lo a estabelecer metas ou missões que você deve cumprir. Ele pode pedir que você mantenha um caderno para que você possa usar para escrever seus sentimentos e atitudes. Leve este caderno para suas consultas para que o psicólogo possa ajudá-lo acompanhando seu progresso.

Diferente do médico, a visita ao psicólogo é mais frequente, ou seja, acontece mais vezes. Você pode ter encontros com o psicólogo todas as semanas por um tempo. Às vezes, embora raro, mais de um encontro por semana. Cada encontro pode ter mais ou menos entre 30 minutos e uma hora de duração. À medida que as coisas melhoram para você, você pode ver o seu psicólogo com menos frequência, até terminarem o trabalho.



Lembre-se: receber ajuda é inteligente e legal!


Problemas acontecem na vida de todo mundo. Às vezes, você pode resolver um problema por conta própria ou com a ajuda de um pai, do colega ou do professor.


Mas se você precisar de ajuda com um problema que parece muito grande para lidar, ver um profissional especialista, como um médico ou psicólogo é a coisa certa a se fazer. Sempre que você tiver um problema difícil, procure ajuda, resolva e reassuma o controle de sua vida!