Games Eletrônicos melhoram habilidade de resolução de problemas em crianças, diz estudo

Crianças jogando video-game

A leitura e o acesso às tecnologias digitais, como o acesso a computadores e aos videogames, têm grande influência sobre o desenvolvimento cognitivo de crianças.

Um estudo publicado no último mês avaliou a associação entre atividades cotidianas de crianças e funções cognitivas de atenção e resolução de problemas. Dentre as atividades cotidianas, os pesquisadores analisaram o hábito de leitura, o acesso ao computador e a interação com games.


A pesquisa foi feita com mais de 160 crianças, entre 6 e 11 anos de idade e os resultados mostram algumas relações significativas entre atividades cotidianas e o desempenho das funções cognitivas.

Entre os resultados encontrados, destaca-se a relação significativa entre o hábito de leitura e a atenção.

O hábito de leitura é um ótimo exercício para a atenção, pois exige esforço cognitivo para a criança manter e dirigir seu foco a um estímulo no meio de tantas distrações, com o objetivo de extrair significados das palavras, compreender e refletir sobre o conteúdo lido.

Os resultados da pesquisa também mostraram que a habilidade de Resolução de Problemas está associada a atividades no computador e jogar videogames.

Segundo os autores, quando jogamos, fazemos escolhas, adotam-se estratégias, decide-se, por exemplo, se move a peça e qual peça, e que a ação no jogo, resultado dessa escolha, tem um desfecho, ou seja, há uma consequência que muda o jogo. Assim, reforça-se o potencial que os jogos digitais possuem para aprimorar a capacidade de resolução de problemas, o que corrobora com resultados obtidos em outras pesquisas realizadas anteriormente.


Fonte: RAMOS, Daniela (2019). Exercício da Atenção e Resolução de Problemas em Atividades Cotidianas da Infância. Psico-USF, Bragança Paulista, v. 24, n. 4, p. 751-762.