Pesquisa mostra se estresse da mãe durante a gestação pode afetar a inteligência da criança

Pesquisadores não encontram evidências de que estresse materno na gestação impacta negativamente a inteligência da criança


Mãe gravida e filho na escola resolvendo contaA gestação é um período de arriscada vulnerabilidade onde, acredita-se, que a exposição da mãe ao estresse pode ter um grande impacto no desenvolvimento da criança em longo prazo. Entretanto, há poucos estudos formais que investigam as consequências deste impacto na inteligência da criança.

Em uma pesquisa divulgada no último mês, cientistas acompanharam mais de 4 mil mães e seus filhos para investigar como o estresse materno durante a gestação afeta o desenvolvimento cognitivo das crianças. Neste estudo, situações de estresse avaliadas durante a gestação incluía ansiedade, adoecimentos, episódios de violência, problemas relacionados ao trabalho, relacionamento familiar ou social conturbado e dificuldades materiais e financeiras.

Após 6 anos, as crianças foram avaliadas em testes cognitivos. Ao contrário do que é popularmente suposto, os resultados da pesquisa mostraram que não há associação entre situações estressantes durante a gestação e a inteligência da criança avaliada aos 6 anos de idade.

Para os autores, outros fatores como genética e ambiente pós-natal (ou seja, desvantagens sociais durante a infância) podem explicar melhor os prejuízos cognitivos das crianças do que o estresse das mães durante a gestação.


Fonte: CORTES HIDALGO et al. Prenatal Maternal Stress and Child IQ. Child Development, October 2018.