“Aula em casa não pode ter mesma carga horária da escola”, protesta mãe durante a quarentena

Filho criança cansada com tarefas da escola cochilando

Nos últimos dias, tem sido constante o embate entre aqueles que tem sido a favor das aulas online para as crianças durante a quarentena e aqueles que tem levantado críticas e oposições ao sistema que para muitos parece não estar funcionando.

Há também aqueles que, mesmo a favor, apontam algumas críticas de coisas que ainda não estão dando certo e que podem melhorar, como é o caso da Valeria Regina, mãe do Ryan e do Heitor, de 11 e 6 anos. Segundo a mãe, em um post que viralizou nas redes sociais na última semana, o maior problema não é ter aula online em casa, mas sim o fato de que a escola não tem conseguido se adaptar ao espaço doméstico, e as crianças estão ficando sobrecarregadas — o post acompanha uma foto do filho mais novo que parece exausto durante tarefa escolar.


Veja a opinião da mãe em publicação no facebook:

Desde o início da pandemia tenho sido a favor das crianças continuarem a manter a rotina de estudos em casa. Sei que nem todos tem condições de manter essa rotina. Mas para nós que podemos, por que não?

Meus filhos estudam em escola pública e demoraram para começar a enviar atividades para casa, que na verdade começou só semana passada. eu tava muito otimista e aguardando ansiosamente por essas atividades que os professores começaram a mandar pelo grupo no whatsap e através des aulas no zoom com as crianças. Mas agora depois dessa semana confesso que estou cansada.

Veja só continuo a favor que as crianças continuem estudando e reconheço que os professores estão se esforçando bastante no meio dessa confusão. Mas a escola precisa rever como isso tem sido feito. Escola é escola, casa é casa. Não dá pra simplesmente jogar todo conteúdo da sala de aula pra casa. ou as vezes parece que é até mais conteúdo. Não faz sentindo que as crianças fiquem tanto tempo envolvidas com tarefas da escola.

Oi? a gente já está numa pandemia, fora da rotina, isolados e querem que as crianças fiquem mais isoladas ainda dos pais o dia inteiro envolvidas em tarefas?

São horas e horas em frente a tela. Os mesmos “especialistas” da escola que antes diziam que a criança não podia ficar muito tempo em frente à telas agora querem que as crianças fiquem 4 ou 5 horas direto sentadas e com a cara colada no computador ou celular? Criança as vezes de 6 ou 7 anos... meu filho mais velho terminou a semana reclamando de dor de cabeça e dor nos olhos, de vista cansada. e por mais que eu insista, ele já não quer fazer mais a aula online e é meu filho eu conheço sei que não é preguiça.

Além das aulas propriamente ditas, as crianças passam mais tempo sentadas e na frente da tela pra fazer todas as atividades que chegam por email ou pelo grupo no whatsapp. uma bagunça! Às vezes, a professora nem avisa que iria mandar tarefa pelo email e quando a gente menos espera, tem mais coisa pra fazer, tem texto pra ler, tem coisa pra pesquisar. Parece que os professores da própria escola não conversam e combinam entre si.

Tudo isso é muito cansativo pra criança e no final nosso objetivo que seria manter a rotina de estudo da criança terá o efeito contrário, só vai prejudicar elas!! Mesmo em escola particular a escola não deve querer preencher todo a carga horária só pra justificar a mensalidade que os pais continuam pagando.

Não tem como manter o mesmo padrão. Aula online não pode simplesmente transferir o funcionamento da escola presencial para a internet. Aula em casa não pode ter a mesma carga horária da escola.

Por aqui continuaremos fazendo nossa parte para manter nossa rotina de estudo. mas precisamos que a escola reveja isso!



Qual a sua opinião? Participe da discussão, deixando seu comentário abaixo!



Compartilhar no WhatsApp


Compartilhar no Facebook